segunda-feira, 26 de novembro de 2012

OS CANTOS DO CANDOMBLÉ DO KETU E ANGOLA


OS CANTOS DO CANDOMBLÉ DO KETU E ANGOLA



Este ritual, que passo a vocês é sobre o Candomblé de Angola, apesar que hoje em dia este rito, pode ser usados em outros barracões.

Como o ritual com  ekodidé‚ que é mais usado nos Candomblés Bantu, Nagô, etc.. Porque para o Candomblé de Angola, não à necessidade do uso do ekodidé e celebram através do vunge, ligando ao nascimento do orixá.

No ritual do Candomblé Angola se começa a cantiga, após entrar no barracão:
"Saki di lazenza é maió” 
Ê vunge ke sá" 

Assim é a saída de um iniciado, quando o orixá é levado para o centro do barracão, por um ebomi, sempre tocando um adjá. Todos ficam em silêncio, apenas se houve o som do adjá, até que o Orixá dá o grito e fala seu nome. Quando isto acontece, inicia os atabaques e todos os Orixás virão e gritam os seus "Ilás"; os atabaques começam a tocar em um ritmo mais acelerado da vamunha ( música de ritmo acelerada para a entrada e saída de Orixá).
À várias cantigas de "saída do rum", que são feitas assim:

Usada mais no ritual do CANDOMBLÉ DO KETU:

 “É, AUN BÓ, KE WA Ô- KE WA JÔ”

OUTRA CANTIGA, TAMBÉM NO KETU: 

”KIN KIN MAIÔ”

“KORO WA NIXÉ Ô”
”AGÔ- AGÔ LONÔ

“AGÔ LONÃ DIDÉ WA AGÔ”





CANTIGA USADA NO CANDOMBLÉ DE ANGOLA
“ A KI ME MENSUÊ”
“DA MUXIMBA DUMDA”
“ME KETENDO JÔ”
“XIBEN GANGA”

Este momento dentro do barracão, é de alegria, com danças  vê movimentos de giros rápidos; enfim é maravilhoso, para quem assiste e tem uma energia  contagiante.  
Com o passar da cantiga a  saída do Orixá, começa-se as cantos (rum) para cada Orixá presente. As Danças características de cada Orixá, com seus movimentos que só Ele pode fazer , é impressionante e belo. Após toda a saudação, começa, então a cantiga de retirada do Orixá (o Rum), se   despedindo   do povo  e   indo se recolher, que no Candomblé do Ketu, é assim:
 
“AÊ IAÔ” 
”GUERÊ NU PA ME Vô”
“GUERÊ NU PA ME VÔ”
“GUERÊ NU SE BE WA”  



Esta cantiga é para a retirada do novo Orixá, que se apresentou, os outros Orixás ficam; e se retiram com outra cantiga. Isto é uma cerimônia completa e bem feita DO Candomblé do Ketu, para as retiradas dos ebomis, que na religião é assim:

“EBOMI LA URÊ
“AÊ-AÊ-AÊ”
“EBOMI LA URÊ  

Tudo isto acontece durante o xirê, pois se tem uma ordem de cantigas. O xirê  é uma ordenação de cantos de cada Orixá , seguindo uma hierarquia dentro da Nação, como: 

01=Exu ( o intermediário)
02= Ogum ( dono dos caminhos)
 03=Oxossi ( irmão de Ogun,ligado àcaça e da pesca)
04=Obaluaê (orixá da cura das doenças)
05= Ossain (dono das folhas que curam)
06=Oxumarê (é ligado com Xangô)
07=Xangô (deus do trovão e do fogo)
08=Oxum (esposa de Xangô)
09=Logun-Edé (o filho de Oxum com Oxossi)
10= Iansã (ligada a Logun-Edé)
11=Obá (em muitas casas é irmã de Iansã e terceira mulher de Xangô)
12= Nanã (a mais velha das iabás)
13= Iemanjá (a dona das cabeças e esposa de Oxalá)
14= Oxalá (o senhor de toda a criação).


Esta hierarquia, se modifica de barracão em barracão e de Nação para outra Nação. Algumas nações, gostam de fazer a hierarquia, pela ligação de Orixá para Orixá; outros pela Hierarquia relacionada com as famílias dos antepassados.
O importante para mim é o respeito a cada Orixá , o toque certo e cantigas corretas de saudação da entrada e saída de cada um. Com muito amor e devoção, nada sai errada, isto,é uma forma de pensamento meu; outros podem não achar correto; enfim, passo este conhecimento, para vocês não ficarem confusos, quando visitarem barracões e verem chamadas de Orixás em outra sequência.

O primeiro a ser louvado é o canto para Exu, o toque começa pelo padê, e só termina até arriar no local certo e voltar ao barracão; o canto é usado, mais no Candomblé do Ketu, sendo que, já vi em outras Nações, também e para isto canta-se assim:

"EMBARABÔ- AGÔ É MOJUBÁ”
“EMBARABÔ – AGÔ É MOJUBÁ”
“OMODE AGÔ COECÓ”
“WXÚ MARABÔ- AGÔ É MOJUBÁ”
“LEBARÁ EXU ONÃ- MOJUBÁ”  

Já na Nação Angola, em alguns barracões as cantigas, do início do padê é assim:

NA PRIMEIRA ORDEM, CANTA-SE:  

”É GIRA MAVAMBO”
“RECOMPENSA Ê Ê Ê” 
”RECOMPENSA A A A” 


NA SEGUNDA ORDEM, CANTA-SE:

“EXU É APAVENÔ
“EXU É APAVENÔ
“MORA NO AUÊ”
“MORA NO AUÊ
NA TERCEIRA ORDEM, CANTA-SE:

”POMBOGIRA KE JÁ KE JANJE”
“POMBOGIRA JÁ KU JANJÊ”
“AIRÁ O LÊ LÊ
“É BOMBOGIRÊ”

  
Cantiga para dar oferenda e começar a cerimônia:  

“ALUVAIA VEM TOMÁ XOXÔ”
“ALUVAIA VEM TOMÁ XOXÔ”
’SAI DAQUI ALUVAIÁ”
“QUE AQUI NÃO PÉ O SEU LUGAR”
“AQUI É CASA SAGRADA”
“É CASA DE ORIXÁ”
  
Após o encerramento do padê, começa os cântigos de “Limpeza”, com pemba, pólvora ou defumação, e canta-se:

“ O KIPEMBE”" 
”O KIPEMBE WIZA”
“O KASSAGUE EWIZA”
“D’ANGOLA O KIPEMBE”
OUTRO:
“PEMBA-AKASSAGE APOGONDE"
 “PEMBA- AKASSANGE APOGONDE”
“Ô KIPEMBE” 


  

Já nas festas, o toque é cantado, conforme a estrutura do xirê, levando o xirê até o momento em que se canta para o orixá festejado; que ao virar é levado para se vestir ao canto da vamunha. Este Orixá, que é o festejado do dia , ao voltar para o xirê, canta-se assim:

NO CANDOMBLÉ DO KETU  

”AGO – AGO LONÔ
”AGÔ LONÃ DIDE WA DAGÔ”

NO CANDOMBLÉ DE ANGOLA

“TOTE- TOTÉ DE MAIONGÁ”
“MAIONGONGUE”
  
No barracão, após a saudação e festejos do Orixá do dia, no enceramento; recomeça, então, o ritmo normal do ritual e canta para Oxalá, que vem dançando e encerrando o xirê.

Após todos os presentes , servem-se do "Ajeum" (comida), sempre no ritmo do canto para o "Ajeum"; que é assim: 

“AJEUN –AJEUN-AJEUN BÓ”

Terminando os toques e cobrindo os Atabaques com pano branco; representando a proteção de Oxalá. 


POR: VLATIMA
E-AMIL: vlatimavandragan@hotmail.com
E-AMIL: wandragan@globomail.com
CELULAR: +55-11-99695-1227 - Brasil  

2 comentários:

  1. Gostei de seu blog e de seus comentários
    principalmente nesse momento.
    Mas estou em dúvida quanto ao
    Orixá Tempo (Nikissi ou Inkissi ouKitembo)
    como é chamado na Nação Angola,ele não se
    encaixou na ordem e ele é tido como Rei de Angola,
    tanto que se levanta a Bandeira Branca na Árvore que
    lhe representa amarrando um ojá branco formando um
    laço em sua copa em forma de pano da costa.Onde ele
    entra na ordem do Xirê?

    ResponderExcluir
  2. Boa Noite, NADIA Mª. peço permissão ao dono do blog para te responder conformo se encontra.:


    Na hierarquia de Angola o cargo de maior importância é para homem Tata Nkisi (tata de inquinces) e para mulher Mametu Nkisi (Mametu de inquices), e o Deus supremo é Zambi (Nzambi) ou Zambiapongo (Ndala Karitanga).

    O Candomblé de Caboclo é uma modalidade desta nação, e cultua os antepassados indígenas. Há uma nação que faz parte do Batuque do Rio Grande do Sul que descende de Angola, que é a Cabinda.

    Os rituais da nação Angola começam com o Massangá, que é o batismo na cabeça do iniciado; ritual de raspagem, conhecido como feitura de santo; ritual de obrigação de 1 ano; ritual de obrigação de 3 anos, onde muda o grau de iniciação; ritual de obrigação de 5 anos, com o uso de frutas, obrigação de 7 anos, quando o iniciado recebe seu cargo, é elevado ao grau de Tata Nkisi (zelador) ou Mametu Nkisi (zeladora). Após 7 anos de obrigações, será renovado a cada ano com o rito de Obi ou Bori, conforme o caso, e de 7 em 7 anos se repete as obrigações para conservar o individuo forte, se transformando em Kukala Ni Nguzu, que quer dizer um ser forte. Além dos búzios, outro sistema antigo de consulta é o Ngombo, no qual o adivinhador recebe o nome de Kambuna.

    Os principais Nkisi são: Aluvaiá (também conhecido como: Nkuyu Nfinda, Tata Nfinda, Tona e Cubango), Bombo Njila(Bombojira), Vangira(feminino), Pambu Njila, Pambuguera; Nkisi Nkosi Mukumbe, Roxi Mukumbe, Burê; Nkisi Kabila, Mutalambô, Gongobila, Lambaranguange; Nkise Katendê; Nkisi Zaze (Nsasi, Mukiamamuilo, Kibuco, Kiassubangango) Loango; Nkisi Kaviungo ou Kavungo, Kafungê; Nkise Angorô e Angoroméa; Nkisi Kitembo ou Tempo; Nkisi Tere-Kompenso; Nkisi Matamba, Bamburussenda, Nunvurucemavula; Nikisi Kisimbi, Samba; Nkisi Kaitumbá, Mikaiá; Nkisi Zumbarandá; Nkise Wunge; Nkisi Lembá Dilê, Lembarenganga, jakatamba, Kassuté Lembá, Gangaiobanda; Nkisi Nwunji, Nkisi Kaitumbá, Mikaiá, Kukueto; Nkisi Ndanda Lunda; Nkisi Kaiangu; Kariepembe, Pungu Wanga; Kobayende; Pungu Kasimba; Nkita Kiamasa; Nkita Kuna; Lukankazi, Luganbe, Nzambi Bilongo; Mutalambô, Katalombô, Gunza, Nkuyo Watariamba;

    Os cargos e divisão do poder espiritual são:
    Mam’etu ria Mukixi - Sacerdotisa chefe (Angola)
    Nengua ia Nkisi - Sacerdotisa chefe (Congo)
    Tat’etu ria Mukixi - Sacerdote chefe (Angola)
    Dise ia Nkisi - Sacerdote chefe (Congo)
    Tata Kivonda - Pai sacrificador de animais (Congo)
    Kambodu Pokó - Sacrificador de animais (Angola)
    Muxikiangoma - Tocador de atabaque
    Njimbidi - Cantador (Angola)
    Ntodi - Cantador (Congo)

    ResponderExcluir